Corpo Frágil - 2018

Corpo Frágil (2018) é uma série que une chapas de radiografias do corpo humano e tecidos tingidos com o pigmento vegetal proveniente da planta Indigosfera Tinctória que dá diversos tons de azul. O corpo humano tão presente na obra da artista, é reconfigurado através de partes diferentes apresentadas nas chapas de Raio X em combinação com tecidos (100% linho) que trazem diferentes estampas, alcançadas através de técnicas japonesas como Shibori, Itajimi e Arashi. Tramas humanas, mesmas composições ósseas nos remetem a celebrar a unidade e a particularidade de cada corpo frágil que somos, num todo, complementares.